Home > Análises > Análise | Nickelodeon Kart Racers 2: Grand Prix
Análise Nickelodeon Kart Racers 2: Grand Prix

Análise | Nickelodeon Kart Racers 2: Grand Prix

Análise de Nickelodeon Kart Racers 2: Grand Prix

Nickelodeon Kart Racers está de volta. Com apenas dois anos de vida a nova série de Kart da Nick já ganhou sua primeira continuação. Grand Pix, que está disponível para PS4, Switch e Xbox (e futuramente PC) promete corrigir os erros de seu antecessor. Confira nossa análise.

Sequência recheada de conteúdo

Existem três modos de jogo. O Single Player tem quarto opções, sendo elas o Slime Grand Prix (isto é, as copas), Free Race, Challenges, Time Trial e Arena. O Multiplayer permite que até quatro jogadores locais joguem com tela dividida, o que é um verdadeiro “achado” em 2020. Por fim, tem o modo online, que como o nome sugere, é destinado as competições na rede.

O Slime Grand Prix, que é a principal atração do modo carreira, é dividido em 8 copas, cada uma com 4 pistas, ou seja, são 32 levels diferentes. O número de pilotos também não fica para trás, pois desta vez são 30 personagens jogáveis.

Quem se cansar das copas pode se distrair no modo Arena, onde ganha quem conseguir bater em mais carros dentro de um tempo cronometrado. Não quer o Arena? Reúna os amigos e a família para jogar em tela dividida ou no modo online.  O que não falta aqui são opções, algo muito importante para manter a vida útil do jogo.

A fórmula do Kart

Kart Racers 2 tem melhorias significativas. Os gráficos e o level design passaram por importantes upgrades. A preparação do piloto também foi renovada. É possível escolher o driver e três ajudantes, sendo eles, o Chief, que é responsável pelo especial do personagem, o Crew Engineer (ataque) e o Crew Mechanic (suporte).

Além disso, é possível realizar modificações no veículo. Todos estes elementos definem o desempenho do carro. E uma grande vantagem do game é que as configurações ficam salvas, sendo assim, ao trocar de modo de jogo o seu piloto já está pronto para a corrida.

Desafio

Ok, estamos falando de um jogo que tem como público alvo (majoritariamente) as crianças. Justamente por isso a dificuldade deixa a desejar. Jogadores experientes podem ir direto para o fast (o modo hard do game), pois é lá que sentirão um pouquinho mais de adrenalina. Esta “moleza” da I.A. fica ainda mais nítida quando se tuna os carros. Seria interessante ver a adição de outras dificuldades no futuro.

Veredito

Kart é aquele tipo de jogo feito para reunir a galera e jogar numa tarde. Nickelodeon Kart Racers 2 faz isso muito bem. Há vários modos de jogo, bons gráficos, jogabilidade sem grandes problemas. Entretanto ele peca na  pouca dificuldade off-line, no nível de I.A. e pela falta de localização em português, o que pode dificultar o acesso de crianças menores. No fim das contas é um game divertido, sendo uma opção válida para quem busca um título de corrida for fun.

Nota: 7.5

Uma cópia para PlayStation 4 foi cedida pela Gamemill para realização desta análise.

Sobre Gabriel Magalhães

Graduado em psicologia e marketing, é jornalista de games desde 2015. Começou a jogar aos 4 anos, em um Dynavision (Dynacom) e, desde então, é um fã do mercado de jogos eletrônicos.
x

Veja Também

análise pacer

Análise | PACER

Análise | PACER É difícil encontrar um gamer que cresceu na década de 90 e não tenha tido contato com ...